Revista iPecege (Feb 2018)

Rentabilidade da monta natural e inseminação artificial em tempo fixo na pecuária de corte = Profitability of natural mating and fixed-time artificial insemination in beef cattle

  • Glauber dos Santos,
  • Rodrigo Dorneles Tortorella,
  • Daiane Fausto

DOI
https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2018.1.28
Journal volume & issue
Vol. 4, no. 1
pp. 28 – 32

Abstract

Read online

O futuro da pecuária de corte e consequentemente sua rentabilidade estão atrelados a otimização do uso da terra, visto que em muitos estados sua área vem sendo ocupada pela agricultura. Uma das alternativas é o uso de biotecnologias da reprodução, como a inseminação artificial em tempo fixo [IATF] que permite a inseminação de animais sem a detecção do estro. O objetivo desse estudo foi avaliar o custo por prenhez da monta natural [MN] e da IATF em fêmeas pluríparas em um rebanho de corte. Os animais foram divididos em dois grupos: MN (n = 150) e IATF (n = 150). O custo por prenhez incluiu itens como vida útil do touro, depreciação, remuneração do capital e remuneração de funcionários, entre outros. O custo na MN foi calculado a partir de um valor de compra de R$ 9.000,00, taxa de prenhez de 75% e proporção de um touro para 30 vacas. Na IATF foi baseado na taxa de prenhez de 87% e valor do serviço por animal de R$ 60,00. O custo por prenhez foi de R$ 117,62 e R$ 217,66 para a MN e a IATF, respectivamente. As vantagens da utilização da IATF foram, maior taxa de prenhez no início da estação de monta, antecipação de partos, formação de lotes de bezerros mais pesados a desmama e diminuição do descarte involuntário. Desta forma, apesar de um investimento inicial maior, a IATF teve um bom custo/benefício e rentabilidade. = The future of beef cattle and consequently its profitability are tied to the optimization of land use, since in many states its area has been occupied by agriculture. One of the alternatives is the use of breeding biotechnologies, such as fixed-time artificial insemination [FTAI], which allows the insemination of animals without the detection of estrus. The objective of the present study was to evaluate the pregnancy cost of natural mating [NM] and FTAI in pluriparous females in a beef herd. The animals were divided into two groups: NM (n = 150) and FTAI (n = 150). The cost per pregnancy included items such as bull’s useful life, depreciation, capital remuneration and compensation of employees, among others. The cost in NM was calculated from a purchase value of R$ 9,000.00, pregnancy rate of 75% and ratio of one bull to 30 cows. Already at the FTAI, it was based on a pregnancy rate of 87% and service value per animal of R$ 60.00. The cost per pregnancy was R$ 117.62 and R$ 217.66 for NM and FTAI, respectively. The advantages of using FTAI were higher pregnancy rate at the beginning of the mating season, anticipation of births, formation of heavier calves at weaning and reduction of involuntary discard. In this way, despite a higher initial investment, the FTAI had a good cost / benefit ratio and profitability.

Keywords